Estudantes criam aplicativos para medir qualidade do leite, alugar terras e dar dica de plantio

Já imaginou medir a qualidade do leite, alugar terras para plantio ou receber dicas de plantio de acordo com o bioma pelo celular? Estudantes desenvolveram aplicativos capazes de fazer isso com o objetivo de melhorar a produção da agricultura e agropecuária.

O Smart Mil IoT, idealizado por Ítalo Alvarenga, Deivid Campos e Gabriel Correa da Universidade Federal de Juiz de Fora, pode medir a quantidade de bactérias ou substâncias químicas no leite por meio de dados coletados por um sensor portátil de fibra ótica e uma sonda. O resultado aparece instantaneamente na tela do celular.

Para o aluguel de pedaços de terra, os estudantes Fernando Pascoal, Gruilherme Prezzi e Eduardo Dusik da Universidade do Vale do Rio dos Sinos fizeram o Arrent – arrende, plante e cresça que traz ofertas de lugares disponíveis para arrendamento de terras para plantio e permite que os usuários ofertem seus espaços agrícolas e alcancem arrendatários.

Idealizado por Leticia Alves, Victor Oliveira e Victor Souza, estudantes da Universidade Federal de Uberlândia, o aplicativo Plantar Mais indica os melhores tipos de plantio por meio do bioma especifico de cada região e direciona os produtores para os locais corretos de descarte das embalagens dos químicos utilizados.

Os três projetos estão entre os finalistas do programa Campus Mobile, iniciativa do Instituto NET Claro Embratel – responsável pelas ações de responsabilidade social corporativa dessas marcas.